Herdei um imóvel, mas meu irmão não concorda com a venda. O que fazer?

Certamente que se você não passou por uma situação assim, já viu “de perto” esse tipo de litígio. Pense na seguinte situação: um pai de uma família de 4 irmãos vem a falecer, e deixa 1 casa para ser dividia entre seus 4 herdeiros, e agora? o que fazer com esse imóvel? Quando o assunto é a venda de imóvel oriundo de inventário é frequente a discordância e litígios entre os herdeiros. leia mais sobre o assunto:

Seleção de Colunistas do Blog Mariana Gonçalves

Olá! Talvez você não saiba, mas todo ano realizamos um processo de seleção para novos colunistas! E o processo de seleção de 2018 está acontecendo, já estamos caminhando para as últimas etapas!

Isso significa que teremos em breve muito conteúdo bom sendo postado por aqui e também na nossa página do JusBrasil para que possamos escolher os melhores posts e consequentemente os melhores candidatos que integrarão a nossa turma de colunistas daqui!

Veja quem são os candidatos selecionados para a próxima etapa:

Meu vizinho construiu uma JANELA rente ao meu muro, e agora?

Hoje estou trazendo para vocês um fato real da minha vida: A construção da casa do meu vizinho! É minha gente, o meu vizinho está construindo uma casa no segundo andar e a janela está literalmente em cima do meu muro, virada para a área de serviço da minha casa tirando assim toda a minha privacidade, porque é como se ele estivesse em um “camarote” para assistir tudo que o que acontecer na minha casa!

Todas as visitas que entram na minha casa me enchem de perguntas, assim como voc6e deve estar se fazendo agora: “Você é advogada essa janela pode ficar aí?”; “Esse vizinho podia fazer isso doutora?”; “O que você vai fazer? Como vai ser o procedimento com o seu vizinho?”; “Vi no google que o vizinho não pode construir janela assim não é?”

Direito de Vizinhança – Solução de Conflitos.

Diante da urbanização das cidades, é difícil encontrar uma pessoa que não tenha sofrido algum tipo de incomodo por seu vizinho, mesmo que em propriedades próximas, não apenas contíguas. Pois, quando um morador quer fazer uso do seu direito de propriedade (música com volume mais alto, comemorações sem hora para acabar…), pode acabar gerando algum tipo de perturbação ou transtorno aos vizinhos próximos.