Compra de imóvel em construção? O que preciso analisar?

Você que é advogada(o), corretor(a) de imóveis ou até mesmo empresário do mercado imobiliário, é frequentemente indagado sobre a segurança da compra de um imóvel em fase de construção. E aí? Você realmente sabe o que precisa ser analisado para que tal aquisição seja segura? Venha que vou te dar algumas dicas para o momento da análise:

O que é averbação na matrícula de um imóvel e qual é a sua importância?

De fato o que é muito fácil acontecer são as pessoas confundirem Registro e Averbação, e não precisamos ir muito longe para perceber que as pessoas acham que apenas o registro é importante e suficiente e diante desse pensamento que deixam de realizar a averbação de imóvel.

.

Alguns porque desconhecem o procedimento, outros porque nunca ouviram falar e muitos porque não sabem a importância.

Portanto trazemos nesse artigo o que é averbação de imóvel e qual a sua importância.

Comprei um imóvel e não quero “colocar no meu nome”. Posso ter algum problema com o vendedor?

Quando se trabalha no mercado imobiliário é comum encontrar pessoas que tratam seus imóveis com grande desleixo. Muitas pessoas acreditam que o fato de terem quitado o imóvel e estarem ocupando faz com que não tenho qualquer problema futuro com este. Mas… as coisas não são bem assim. Por diversos motivos é extremamente importante realizar a transferência da titularidade do imóvel o quanto antes!

Simplificando as coisas: Qual a diferença entre registro e averbação?

Você já esteve em um Cartório de Registro de Imóveis? Já ouviu os frequentes termos: AVERBAÇÃO e REGISTRO? São os termos mais falados pois se tratam dos 2 atos que os Cartórios de Imóveis podem praticar… E é comum a confusão dos termos de averbação e registro. Afinal, qual o propósito e qual a importância de ambos?

3 Perguntas (e respostas) frequentes em relação ao REGISTRO DE IMÓVEIS.

Cedo ou tarde um dos maiores e mais comuns sonhos dos brasileiros é de TER A CASA PRÓPRIA. E como bem dispõe o código civil e o velho ditado popular: “Quem não registra não é dono”. Logo, algumas dúvidas são frequentes em relação a atuação do REGISTRO DE IMÓVEIS. Veja aqui as 3 principais perguntas (e respostas) sobre o assunto.